Coronavírus: Minas Gerais tem 7.656 mortes por Covid-19; 13 nas últimas 24 horas

0
16

Balanço epidemiológico indica índices baixos de mortes após sábados e domingos; relatório desta segunda-feira (5) aponta que MG tem mais de 308 mil casos

 

Minas Gerais tornou a apresentar um baixo número de mortes ligadas à pandemia do coronavírus após sábado e domingo. O balanço epidemiológico desta segunda-feira (5) reforça a convicção de que há uma lentidão no repasse de estatísticas relacionadas à doença entre municípios e Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) após os finais de semana. Sabe-se que 13 mortes entraram para o balanço nesta manhã de segunda-feira. Com o acréscimo sobe para 7.656 o número de óbitos ligados cuja causa é a Covid-19 em Minas Gerais – uma média superior a 250 mortes ocorridas a cada hora se levado em conta que o primeiro falecimento ocorreu há cerca de 180 dias. A quantidade total, portanto, refere-se a um acumulado que inclui desde o primeiro óbito no estado.

Quanto o primeiro diagnóstico positivo para a Covid-19, transcorreram-se sete meses. Hoje o número de casos ligados à doença supera 308 mil – sendo que 1.200 deles receberam confirmação pelo órgão estadual apenas entre a manhã de domingo (4) e esta segunda-feira, estima-se uma média de 52 diagnósticos a cada hora. Sabe-se que a doença é principalmente recorrente entre mineiros e moradores do Estado que estão contidos na faixa etária entre 20 e 49 anos – não à toa, a média de idade entre os casos existentes é de 42 anos. A infecção acomete em menor taxa as crianças com idades inferiores a um ano – elas representam apenas 0,5% do total de diagnósticos constatados para a enfermidade.
O perfil epidemiológico relacionado às mortes aponta que em 75% dos casos terminados em fatalidade havia presença de comorbidades anteriores, sendo doenças do coração, diabetes e pneumopatias as mais comuns entre elas. As mais de sete mil mortes ocorridas em Minas Gerais estão registradas em 611 municípios, sendo que a doença acomete de forma fatal principalmente os mineiros com mais de 60 anos.
As mortes registradas nesta segunda-feira (5) aconteceram entre 27 de setembro e domingo (4), segundo gráfico da SES-MG. Outro desenho estatístico da Saúde detalha que houve queda na demanda por leitos de internação para pacientes com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), cujos sintomas são muito próximos daqueles da Covid-19, na última semana epidemiológica – entretanto, constata-se um aumento superior a 1.700% se comparado 2019 com este ano pandêmico.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui